Quatro Principais Tendências que Impactarão o Consumo em 2016



Estudo da Mintel traz insights surpreendentes sobre o mercado brasileiro em 2016

Como agirá o consumidor brasileiro em 2016? O que influenciará suas decisões? Quais produtos e serviços eles vão querer adquirir? O que eles vão eleger como a grande novidade do mercado? Mais do que tudo, o que podemos esperar? A equipe de analistas da Mintel, agência líder em inteligência de mercado, identificou quatro direções que irão pautar os negócios no Brasil em 2016.
A analista de tendências da empresa, Graciana Méndez, comentou cada uma delas.

Heróis da Pechincha - Os consumidores brasileiros estão explorando modelos de compra alternativos, como compartilhamento, aluguel e troca, o que permite manter quase o mesmo estilo de vida, aproveitando alguns pequenos prazeres da vida – como comer fora, viajar, dirigir, ter roupas de grife, entre outros –, independente da situação econômica do País. Essa nova abordagem mudou o significado de propriedade e oferece o acesso a produtos e experiências dentro de um orçamento mais favorável. Em 2016, vale ficar de olho e apostar nesses modelos alternativos.

Sede por Mais - Enquanto o País luta contra a recessão – após uma década de auge das commodities – e enfrenta a pior seca nos últimos 50 anos, os consumidores brasileiros começam a descobrir que adotar práticas ecológicas pode ajudá-los a economizar dinheiro. Produtos energeticamente eficientes não só economizam água e energia, mas podem ajudar a reduzir contas. Para as empresas, vale ficar atentas em maneiras de ajudarem seus consumidores a economizarem e serem mais ecofriendly. A tendência é que o governo continue com ações de incentivo.

Ocupe Brasil - Os consumidores denunciam tudo, desde a escassez de água à corrupção, passando pelo abuso das contas públicas e pelo aumento de preços. Marcas progressistas irão se alinhar com as buscas dos consumidores por práticas justas, levando a responsabilidade social corporativa a outro nível, empoderando os consumidores e permitido que eles sejam os condutores de mudanças positivas dentro de suas comunidades.

Famílias Alternativas - Novas dinâmicas domésticas desafiam ideias estereotipadas - relacionadas a gênero, idade e etnia - sobre a definição de família, e os papéis individuais estão sendo redefinidos. Como as pessoas hoje em dia vivem mais, os idosos trazem novas exigências. À medida que mais mulheres se juntam à força de trabalho e os homens se envolvem com tarefas domésticas e de cuidados às crianças, surge uma nova compreensão do significado dos gêneros. Nós também estamos vendo mudanças na definição de casamento, com a luta pela inclusão da comunidade LGBT. Ao mesmo tempo, o crescente número de animais de estimação atinge um novo patamar entre as famílias brasileiras.


fonte: consumidormoderno.com.br
←  Anterior Proxima  → Página inicial