A arte do Scrapbooking







O que é um “scrapbook”? Não é apenas a página para recados do falecido Orkut, trata-se de um álbum, mas não um qualquer, e sim um único, personalizado de maneira criativa preservando fatos, memórias e perpetuando histórias através da confecção com os mais diversos materiais. Essa técnica, chamada scrapbooking, não é utilizada apenas para para os álbuns, mas também para calendários, marcadores de livros, agendas, porta-retratos, enfim, onde sua criatividade couber.

A prática de scrapbooking existe há mais de 100 anos. Contudo, o problema sempre foi que a maioria dos papéis, etiquetas e adesivos usados, eram extremamente prejudiciais ao conteúdo, e assim arruinavam muitas fotografias estimadas. Com o tempo a cola soltava, fotos e detalhes caíam, papéis e fotos amarelavam. Hoje em dia, existe um tipo específico de material para ser utilizado no scrapbook, para que o trabalho não estrague, não desbote, a longo prazo. O tipo de material ideal é o Acid Free, livre de ácido.

O scrapbooking surgiu como um hobby quando as pessoas viram a necessidade de preservar memórias e fotografias estimadas. O crescimento desse hobby aconteceu com o lançamento de produtos cada vez mais bonitos pelas indústrias.

Scrapbooking é uma atividade gratificante e criativa para todos. E é justamente essa sensação de prazer e de satisfação que nos faz dedicar um pouco do nosso tempo para criar páginas decoradas para álbuns de scrapbook. É como se estivessemos revivendo o instante em que as fotos foram tiradas. Além disso, é uma maravilhosa terapia rever e reviver as boas memórias que nos trazem todas aquelas fotos de amigos, parentes, e de eventos tão importantes em nossas vidas.
O scrapbook pode ser tanto artesanal quanto digital. Enquanto a técnica clássica de scrapbook consiste no uso de cola, tesoura, papel, objetos e fotografias, o scrapbook digital utiliza editores de imagem e programas para a manipulação de objetos na tela.

História da Arte do ScrapBooking

O termo “scrapbook” vem de papéis coloridos brilhantes que eram chamados de “scrap” sendo originalmente os recheios dos primeiros álbuns. A arte de Scrapbook teve início há muitos séculos, através de diários, jornais e livros, na Alemanha passando então para Inglaterra. No século XVII havia um tipo de “álbum” chamado de Commonplace Books, onde as pessoas escreviam poemas e anotações; estes diários eram feitos à mão. Outro tipo interessante era o “álbum dos amigos”, nesse “álbum” havia pensamentos e recordações, sendo costume na época colecionar cabelos dos amigos como lembrança. Nos Estados Unidos, a arte do Scrapbook chegou há mais de cem anos, desenvolvendo-se principalmente na América do Norte, em regiões como Salt Lake City em Utah, onde se concentram muitas famílias da religião Mórmon.

Por volta de 1880 quando a primeira câmera foi inventada, as fotos de família foram aparecendo nos álbuns. Países como Inglaterra, Austrália, mas principalmente EUA, mostrou grande interesse pela arte.

fonte: blog.pontodoscrap.com.br


←  Anterior Proxima  → Página inicial