Mochilas, cadernos e lancheiras estão entre os principais pedidos das crianças para este Natal


Em meio aos brinquedos, bonecas e carrinhos de muitas lojas de brinquedo estão mochilas, merendeiras e cadernos. Isso significa que os produtos estão fora da prateleira correta? Não! Quer dizer que diante da situação econômica da grande maioria do povo brasileiro, materiais escolares estão virando uma boa opção de presente de Natal – para alegria dos pais, que ano após ano gastam pequenas fortunas com essas listas.

Texto Original: Folha Vitória

A jornalista Carolina Passos foi uma das “beneficiadas” com essa nova tendência. Em 2012, quando começou a procurar presente para o afilhado, João Antônio, hoje com três anos, ela foi buscar dicas de presentes com a mãe dele, Mariana Moura Sá. E dela mesma veio a dica. “Mariana me disse que ele estava precisando de mochila porque começaria na escolinha no ano seguinte. Comprei uma mochila superbacana, em formato de carro, na cor vermelha, que ele adorou!”

Dois anos se passaram e a história se repete. Uma amiga da família já prometeu para a filha de Carolina, Valentina, uma mochila dos personagens de “Fronzen” para a pequena estrear na escolinha ano que vem. E diante a oferta, a mãe agradece, afinal, a economia vai ser de cerca de R$ 130 no gasto com os materiais da escola.

A lista básica de material escolar tem, em média, 20 itens, tirando a mochila, e custa em torno de R$ 60. Este ano, o produto que mais sofreu aumento de preço foram os cadernos: 8% em relação ao ano passado.


Pedidos para Papai Noel


A campanha de Natal dos Correios já recebeu varias cartinhas de crianças e pais pedindo material escolar como presente do Papai Noel. Itens como caderno, mochila e lancheira estão entre os principais pedidos. A expectativa é que as agências dos Correios no Espírito Santo recebam neste fim de ano 20 mil cartinhas de crianças até o 5º ano matriculadas em escolas públicas localizadas em região de vulnerabilidade social.

Os padrinhos e as madrinhas que quiserem contribuir para um Natal mais mágico e um ano escolar mais feliz para milhares de pequenos capixabas poderão adotar as cartinhas a partir em uma das 112 agências de Correios de todo o Estado, em qualquer um dos 78 municípios. O período de apadrinhamento e retorno dos presentes vai até 3 de dezembro e cada pessoa pode adotar quantas cartas quiser, desde que o compromisso de retornar os presentes seja verdadeiro.


←  Anterior Proxima  → Página inicial